Enviar a um amigo

Seguindo os passos do Lobo de YellowstoneNível 2-4

Programa para estudar o lobo e seu impacto sobre os ecossistemas no mítico parque nacional de Yellowstone, o coração das pesquisas sobre esse (...) Ver descrição detalhada

Seguindo os passos do Lobo de YellowstoneNível 2-4

Programa para estudar o lobo e seu impacto sobre os ecossistemas no mítico parque nacional de Yellowstone, o coração das pesquisas sobre esse (...) Ver descrição detalhada

Realize projetos científicos incríveis!
Programas de férias que mudam o mundo
Aventuras extraordinárias, projetos reais para o desenvolvimento sustentável

Introdução

Se você está em busca de aventura e de um programa científico, totalmente em inglês, aqui está o programa ideal para você:

Quinze dias no coração de um dos parques nacionais mais fabulosos do planeta oferecerão a você um projeto de pesquisa participativa e de jornalismo científico, apresentado em inglês, sobre temas relacionados ao lobo: sua reintrodução, biologia, comportamento, seu efeito sobre a grande fauna do parque, seu efeito indireto sobre a vegetação, insetos, pássaros e rios, etc. E tudo isso sem esquecer de admirar os diversos e extraordinários fenômenos geológicos que podem ser observados em Yellowstone.

A Estada

La source d’eau chaude du Grand Prismatic et ses fameuses cyanobactéries thermophiles
Source : NPS


Experiência linguística em inglês, pesquisa participativa e jornalismo científico esperam por você no maravilhoso Parque de Yellowstone. Parta para uma aventura com uma equipe de naturalistas e ecologistas em um dos lugares mais majestosos que a natureza tem para oferecer. Diversão garantida!

Se você aceitar, a sua missão será: compreender melhor o retorno do lobo para este parque nacional e as suas consequências sobre o ecossistema como um todo.

O Projeto de Pesquisa

O Parque Nacional de Yellowstone (PNY) é conhecido por sua caldeira e pelos diversos fenômenos geotérmicos. De fato, ele oferece aos visitantes paisagens grandiosas e únicas: fontes termais coloridas, gêiseres, fumarolas, bem como um ecossistema compartilhado entre grandes mamíferos, como bisões, ursos, cervos, alces, etc. O PNY é um dos maiores parques naturais dos Estados Unidos e constitui um dos últimos ecossistemas relativamente intactos na zona temperada. Como é um local pouco explorado pelo ser humano, o estudo da biodiversidade tem grande importância.

O Parque Nacional de Yellowstone também tem uma história particular com os lobos. De fato, ele abriga e protege uma população de lobos reintroduzida em 1995, após seu extermínio pelo Homem. Esta reintrodução foi estudada de perto pelos cientistas que observaram o impacto positivo que a presença do lobo teve sobre o seu ecossistema. Os cervos, a principal presa dos lobos, deslocaram-se, permitindo que certas plantas retornassem para seu lugar. Dessa forma, o tamanho de certas árvores aumentou, o que propiciou às aves mais espaço para viver. Os lobos têm um papel central no ecossistema do Parque e sua presença permite que a biodiversidade floresça de modo pleno. Considera-se que o parque é um dos maiores locais de estudo sobre lobos a nível global.

O objetivo geral do programa é participar de um estudo do impacto do lobo no seu ecossistema em Yellowstone e, para isso, a ONG Objectif Science International (OSI) implementou um projeto participativo. Está previsto o seguimento de um protocolo científico (adaptado para ciência participativa), que permite avaliar a quantidade de ungulados presentes em um território especificado e estabelecer uma relação com a densidade populacional dos lobos. Este projeto é voltado para as pessoas que se preocupam com o meio ambiente e que desejam participar em um projeto de jornalismo científico.

No campo, a nossa rotina será preenchida por observações e caminhadas, visando a estudar os ecossistemas de Yellowstone: observação da fauna e da flora do parque, estudo do habitat, observações de grandes mamíferos e pesquisa de indíindícios da presença de lobos, com a esperança, naturalmente, ver o próprio lobo. O acampamento é parte integrante da vida em Yellowstone, que inclui a noite na barraca, refeições preparadas ao ar livre e cozinhadas por nós, viagens em micro-ônibus entre os diferentes lugares (ambiente seguro) e respiração de ar puro!

Também seguiremos os itinerários percorridos pelos visitantes para admirar as mais belas vistas e tirarmos proveito das informações ali encontradas. Da mesma forma, os aspectos geológicos também farão parte do programa. Por fim, e como em todos os anos, o cotidiano será naturalmente pontuado por inúmeras aventuras!
Os participantes e suas famílias são convidados a transmitir os resultados obtidos junto à ONU, em dezembro, no contexto dos Encontros de Excelência.
Observação: Em anexo, segue um vídeo que ilustra, por meio de imagens, os benefícios que a presença do lobo em Yellowstone gera na biodiversidade. https://youtu.be/MKtctwlkKTw

Conceitos aprendidos no programa

Biologia – Biodiversidade – Ecossistema – Conservação – Naturalismo – Interações biológicas – Cadeias tróficas – Índices de presença – Métodos de pesquisa de campo

O Material Utilizado

Carta topográfica – Computadores – Fotografias e vídeos numéricos – Binóculos- Lupa de botânica – Luneta – Aplicativos de coleta de dados.

O Local

O parque de Yellowstone está localizado em Wyoming, Estados Unidos, é um dos mais antigos parques nacionais. O Parque é protegido pela Lei de 1872 que estabeleceu “a preservação de todas as árvores, depósito mineral, curiosidade natural e do parque em seu estado natural”. Desta forma, Yellowstone permanece um grande ecossistema relativamente intacto na zona temperada do hemisfério norte.

Em Yellowstone, ocorrem fenômenos e processos geológicos extraordinários. Seu subsolo abriga um supervulcão, considerado uma bomba-relógio com amplitude inimaginável. Durante a última grande erupção, há 620 mil anos, o material ejetado recobriu, e provavelmente destruiu, mais da metade do território que hoje é os Estados Unidos. Atualmente, este local possui a maior concentração de gêiseres do mundo, 10 mil características termais, mais da metade dos fenômenos geotérmicos e de superfície do mundo. Fontes termais, piscinas de lama borbulhante e fumarolas estarão lá para nos fazer refletir sobre a origem destes processos e seus efeitos sobre o ecossistema.

O Grand Canyon do Rio Yellowstone irá nos mostrar a história geológica da região e, talvez, a razão da cor amarela tão característica do local.

Também estarão presentes para nos acompanhar durante toda a expedição inúmeras cachoeiras, uma floresta natural e imensas manadas de animais.

O dia a dia no Local

A viagem será realizada em diferentes etapas no interior do parque. A supervisão será feita por um educador para cada grupo de 5 participantes. O deslocamento será feito de carro ou a pé. O veículo de transporte coletivo permitirá o armazenamento permanente do material previsto para a expedição (barracas, material de acampamento, utensílios de cozinha, material científico), do material pessoal de todos os participantes (roupas, saco de dormir, câmeras, etc.) e dos alimentos. As noites serão nos famosos acampamentos oficiais do parque. A gestão desses acampamentos não permite reserva antecipada. Portanto, os acampamentos serão escolhidos no local, o que aumenta a aventura!

Todas as atividades científicas e jornalísticas do programa serão realizadas em inglês e francês. Os encontros e entrevistas, as discussões com os rangers (guardas florestais) do parque, as pesquisas e as conferências realizadas pelos jovens ao final do programa serão todas em inglês. O programa será constituído de muitas outras atividades lúdicas e de relaxamento, que poderão ser realizadas em inglês ou francês. O diário de bordo escrito pelos participantes, o qual pode ser acessado pela internet, terá as partes destinadas aos pais em francês, enquanto os relatórios científicos e jornalísticos serão fornecidos em inglês.

Encontro ponto de partida

Chegada aos Estados Unidos: Uma parte da equipe esperará os participantes no Aeroporto de Jackson Hole nos Estados Unidos (código internacional: JAC).

É possível que os menores de idade sejam acompanhados por um educador científico desde a partida no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, (código internacional: CDG) ou façam uso de um serviço de acompanhamento oferecido pelas companhias aéreas partindo dos principais aeroportos do mundo (Paris, Roma, Genebra, Tóquio, Montreal, etc.).

Se você mora na Europa, aconselhamos que a partida seja realizada em Paris, Genebra ou, na melhor das hipóteses, Londres. Para todas as outras regiões do mundo, o ideal seria selecionar voos operados por uma companhia aérea americana. Em todo caso, entre em contato com o responsável para escolher um bom horário de chegada e partida.

A equipe

Sylvain Allombert é o responsável pela parte científica e técnica do Programa de Pesquisa “Biodiversita” na Objectif Sciences International. Uma tese de doutorado em ecologia entre a França e Canadá o fez descobrir sua vocação: a popularização do conhecimento científicos sobre a biodiversidade. Em uma associação, ele será capaz desenvolver suas competências nessa área, trabalhando com todos os tipos de público, passando de crianças a profissionais. No âmbito do naturalismo, Sylvain é um generalista que trabalhou como ornitologista, entomologista ou ecologista, além de permear outras áreas, como a botânica, mamíferos, répteis ou anfíbios.

Elodie Jocteur é educadora científica do programa Biodiversita. Após a conclusão de seus estudos sobre o comportamento animal, ela começou a dedicar-se à popularização da ciência e do naturalismo. Ela descobre ciência em abundância e motivação a perder de vista na natureza, nas atividades esportivas, nos grandes encontros, sorrisos, entre outros! O resto de seu tempo, ela dá aula de ciências em um colégio da Academia de Grenoble e faz o possível para gastar o restante de sua energia à noite!

Testemunhos

Perguntas Frequentes


Fazer uma pergunta

Diário de Bordo

Veja o diário de campo de 2010 que foi um grande sucesso !

A voir aussi



Nossos parceiros

Ver também